O projeto de lei da câmara nº 38/2017, também conhecido como Reforma trabalhista, foi aprovado ontem pelo Senado Federal.

A Reforma trabalhista seguirá, agora, para a apreciação da Presidência da República, a qual deverá, nos próximos dias, sancionar o texto para posterior publicação no diário oficial.

As alterações trazidas pela Reforma trabalhista entrarão em vigor após 120 dias contados da publicação no diário oficial, e estão sintetizadas no quadro comparativo elaborado pelo Senado Federal.

A Reforma trabalhista traz importantes e profundas mudanças na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e na dinâmica de relações de trabalho das empresas.