O governo de Minas Gerais assinou, em 19 de novembro de 2012, o Plano Regional Estratégico, com enfoque nas regiões mineiras com alto potencial minerário.

De acordo com o IBRAM, as regiões do norte de Minas e do Médio Espinhaço provavelmente receberão investimentos de 12 bilhões de reais, nos próximos anos, para a exploração de minério de ferro.

O Plano assinado pelo Governo mineiro trata de aspectos relativos à população que vivem nos municípios envolvidos, no tocante a saúde, defesa social, formação profissional, mobilidade urbana, saneamento, dentre outros pontos, com vistas a desenvolver a infraestrutura local.