Em 29 de outubro de 2014, a Comissão de Valores Mobiliários ("CVM") submeteu à audiência pública proposta de alteração à norma que regulamenta o exercício profissional de administração de carteiras de valores mobiliários, propondo a criação de duas categorias de registro: o "administrador fiduciário" e o "gestor de recursos". Adicionalmente, segundo a proposta da CVM, os administradores de carteiras interessados poderão requerer o respectivo registro em uma ou em ambas as categorias, observado que somente bancos múltiplos, bancos comerciais, a Caixa Econômica Federal, bancos de investimento, sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários ou sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários poderão requerer o registro na categoria "administrador fiduciário". 

Excetuam-se ao requisito descrito acima os administradores de carteiras, pessoas jurídicas, que administrarem exclusivamente fundos de investimento em participações (FIP), fundos mútuos de investimento em empresas emergentes (FMIEE) e carteiras administradas.  

Sugestões e comentários devem ser encaminhados à CVM, por escrito, até o dia 1º de dezembro de 2014.