A Segunda Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ao julgar o Recurso Especial nº 1.528.020-PR, negou seu provimento, reconhecendo a impossibilidade de adesão a programa de parcelamento quando já transcorrido prazo prescricional quinquenal. Via de regra, o parcelamento suspende a exigibilidade do crédito tributário e interrompe o prazo prescricional. Todavia, a adesão a programa de parcelamento após a consumação da prescrição não tem o condão de retroagir como causa interruptiva.