Na quinta-feira (23) foram eleitos os presidentes que comandarão os trabalhos das comissões permanentes da Câmara dos Deputados durante o ano de 2017. Os vice-presidentes ainda serão definidos. Divididas em 25 áreas técnicas, as comissões permanentes são responsáveis por analisar proposições ou projetos e emitir pareceres, além de exercerem função fiscalizadora, atuando como mecanismos de controle dos programas e projetos do Poder Executivo. No caso da análise de projetos, as comissões avaliam a matéria sob três aspectos: mérito; adequação e compatibilidade com as leis orçamentárias; e compatibilidade com a Constituição Federal. Os partidos com maior representação na Casa (PMDB, PSDB e PT) ficaram com a presidência de três comissões cada e o restante foi distribuído aos outros partidos conforme a representatividade da bancada de cada um. O PMDB ficou com a presidência da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, Constituição, Justiça e de Cidadania e Viação e Transportes. O PSDB presidirá as Comissões de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informação, Defesa dos Direitos da Mulher e Educação. Já o PT, ficará responsável pela presidência das Comissões de Desenvolvimento Urbano, Direitos Humanos e Minorias e Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. A presidência e a composição das comissões permanentes são renovadas a cada sessão legislativa, que corresponde ao período entre 2 de fevereiro e 22 de dezembro.