Na noite da última segunda-feira (19), foi incluída na pauta da Sessão Deliberativa Extraordinária da Câmara, o Projeto de Lei nº 1.210/2007, do Deputado Régis de Oliveira (PSC-SP), que trata de pesquisas eleitorais, financiamento de campanha, entre outros assuntos. O projeto, que propõe uma reforma política e não era discutido pela Câmara desde 2008, pôde ser incluído em pauta pelo Presidente da Sessão, Primeiro Secretário Deputado Beto Mansur (PRB-SP), graças a um Requerimento de Urgência aprovado pelo Plenário ainda em 30 de maio de 2007 que, nos termos do artigo 155 do Regimento Interno da Casa, reserva ao Presidente da Sessão a prerrogativa de incluir o PL na pauta do dia para discussão e votação de forma imediata. O texto em tramitação do PL tipifica o crime de "Caixa 2", vedando a partido, coligação, federação partidária e candidato o recebimento indireto de recursos para suas campanhas políticas. No entanto, especula-se que seria apresentada uma emenda ao projeto em que estaria expressa a anistia a políticos que cometeram o crime no passado. Após muita resistência para a votação do PL em Plenário, o Deputado Mansur decidiu retirá-lo da pauta. O Deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que estava exercendo a Presidência da República interinamente devido à viagem de Temer à ONU, já se manifestou manifestou dizendo que levará a discussão do projeto à Comissão Especial responsável pela análise do PL nº 4.850/2016, sobre as "10 Medidas Contra a Corrupção", do MPF.